Projeto da Caixa Cultural traz a Brasília instrumentista luso-angolano Victor Gama

Posted in

Brasília – A atração de outubro do projeto Solo Música, realizado na Caixa Cultural, tem a marca da experimentação. O músico luso-angolano Victor Gama estará pela primeira vez em Brasília para mostrar seu show Sol(o), no qual mostra os instrumentos musicais que construiu a partir de uma variedade de materiais, incluindo madeira e metal. 

Victor Gama é compositor, músico, designer de instrumentos musicais inovadores, engenheiro eletrônico e criou a "Pangeia Instrumentos", organização sem fins lucrativos através da qual desenvolve projetos de pesquisa em música. Ele se apresenta em Brasília a 19 de outubro, segunda-feira, às 20 horas, fazendo uso de instrumentos peculiares criados por ele, como Acrux, Dino e Toha.

Victor Gama criou o projeto Pangeia Instrumentos através de um sistema de escrita no qual introduz um componente tri-dimensional. Ele explora a intersecção entre o virtual e o físico, o digital e o analógico, e a forma como esta se manifesta como um novo território musical e sonoro. O músico cria novas músicas para o século 21, misturando tecnologias atuais de fabricação digital com idéias, materiais e tradições inspiradas pelo mundo natural. 

"Ele possui um belo e importante trabalho de criação e construção de instrumentos, que traz uma semelhança com Walter Smetak e UAKTI, artistas que o influenciaram. Mas as composições de Gama traduzem suas origens na África, com uma mescla do eletrônico", diz Alvaro Collaço, produtor e curador da Série Solo Música.

Compositor e criador de instrumentos

Bacharel em engenharia eletrônica e um mestrado em Tecnologia Musical do Sir John Cass Faculdade de Artes, Arquitetura e Design, em Londres, Victor Gama possui obras encomendadas por ensembles e instituições de prestígio mundial como a Chicago Symphony Orchestra, a Kronos Performing Arts Association, o National Museums of Scotland, o Tenement Museum de Nova Iorque, a Prince Claus Fonds da Holanda ou a Royal Opera House de Londres.

Entre as obras que escreveu, "Rio Cunene" para quarteto de cordas e três dos seus instrumentos foi estreada pelo Kronos Quartet, no Carnegie Hall em Nova Iorque, em março de 2010. Sua peça mais recente "3 mil Rios: vozes da Floresta ", uma ópera multimídia, vai estrear em Lisboa e Bogotá em maio de 2016, encomendado pela Fundação Calouste Gulbenkian. com apoio do Teatro Colon, a Amazon Conservation Team e Flora Arts + Natura.

Victor Gama se apresentou com Kronos Quartet, Naná Vasconcelos, William Parker, Guillermo E. Brown, Heitor Alvelos entre outros artistas. Ele fez turnês na África, América Latina, EUA e Europa e expôs seus instrumentos na "Gigantic Art Space" em Nova Iorque e em Luanda, Maputo, Bogotá, Lisboa, Londres e Toronto. Gravou para a PangeiArt e Rephlex Records de Aphex Twin.-+ No âmbito da pesquisa, entre alguns projetos desenvolve está o projeto Tsikaya, que é o primeiro arquivo digital de música rural de Angola. Gama tem sido artista residente no MIT e no Centro de Stanford para Pesquisa Computer em Música e Acústica (CCRMA).

A apresentação de Victor Gama dentro da Série Solo Música, em 19 de outubro, ás 20 horas, tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal é uma realização de Alvaro Collaço Produções com produção local de Tatiana Carvalhedo Produções. Ingressos a R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) podem ser adquiridos a partir do sábado anterior à data do evento na bilheteria do Teatro da CAIXA, na CAIXA Cultural Brasília. A bilheteria funciona de terça a sexta-feira e domingo, das 13h às 21h; sábado, das 9h às 21h. Informações pelos telefones 3206-6456 / 3206-9448. A classificação indicativa é de 12 anos.

Avatar photo

The Amazon Conservation Team partners with indigenous and other local communities to protect tropical forests and strengthen traditional culture.

Share this post

Bring awareness to our projects and mission by sharing this post with your friends.

Leave a Comment





This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.